Vikram Samvat – Wikipédia, a enciclopédia livre

Vikram Samvat, Vikrama Samvat, Calendário Vikrami, ou simplesmente Vikrama (em Sânscrito: विक्रम, "a coragem"), é um de entre vários calendários hindus[1], de significância religiosa no subcontinente indiano e áreas circundantes. Na erudição da era colonial indiana, acreditava-se que o calendário baseava-se na comemoração da expulsão, pelo rei Vikramaditya, dos sacas da cidade de Ujjain. No entanto, evidências epigráficas e estudos posteriores sugerem que essa teoria não tem base histórica e muito provavelmente foi um erro. A partir do século IX, a obra epigráfica usa Vikrama-Samvat, sugerindo que, por volta do século IX, a era do calendário hindu que já estava em uso tornou-se popular como Vikram Samvat, enquanto a epigrafia budista e jainista continuava a usar um calendário baseado no tempo de Buda ou do Mahavira.

O primeiro dia do ano no Vikrama corresponde sempre ao quarto dia do Diwali, conhecido como Annakut, Goverdhan Puja, ou Balipratipada[2].

O ano corrente de 2024 do calendário gregoriano corresponde ao ano 2080 no calendário Vikram Samvat.

História[editar | editar código-fonte]

Tradição afirma que o calendário foi criado pelo rei Vikradamāditya de Ujjain, após ter derrotado os Sakas[3].

Referências

  1. «RSS to celebrate Vikram Samvat New Year on swadeshi theme». IBN Live. 16 de março de 2015 
  2. «Diwali | Definition & Facts | Britannica». www.britannica.com (em inglês). 13 de janeiro de 2024. Consultado em 22 de janeiro de 2024 
  3. «Vikram Samvat: Hindu New Year history, legend, calculation and other details». The Times of India. 13 de abril de 2021. ISSN 0971-8257. Consultado em 22 de janeiro de 2024 
Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.